terça-feira, 6 de setembro de 2011

Tu não me esqueças nunca

Tu não me esqueças nunca
ainda que o peito doa
que o coração desande
que a língua te machuque
que as palavras te firam
e não me amares mais
e não me quiseres mais
Nem quiseres meu carinho
nem os beijos que te dou
As conversas ao luar de prata
e tudo te cansar, e tudo sufocar...
Mesmo assim... Não te esqueças de mim.
Não te esqueças desse amor
que compusemos juntos
nem dos sorrisos que trocamos
nem dos versos que escrevemos
de nada... Não te esqueças de Sophya,
de seu jeito tímido, às vezes avançado
Não te esqueças dos carinhos
que tantas vezes te dava... ou dos prazeres
que carnalmente tu gozavas e ficavas
e sempre olhar, contemplar e sonhar
numa paixão eterna que se acende
até se queimar!

Sophya Aurora

Nenhum comentário:

Postar um comentário