terça-feira, 13 de setembro de 2011

Ponto de equilíbrio

Um ponto de equilíbrio
está contido em tua dança,
um algo como se fosse
um teu convite ao balanço.

Um convite dos mais belos,
a entrar na tua recâmara,
participar do teu jogo
compartir dos teus encantos.

Um desafio também, grande,
suportar esse teu tanto,
que tal qual fogo se exprime
no lirismo de teus passos,

que nos enleva a outro céu
sem os limites ou espaços
que nos agarram a este chão
tal qual árvores ou matos.

São coisas de dançarina,
que nenhuma exprime tanto
a grácil beleza do ser
frágil beleza do encanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário