quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Uma mulher vestida de pássaro

Um mulher vestida de pássaro
Talvez furasse o céu de aço

Uma mulher cingida de si mesma
como que de uma veste enferma.

De vestes talvez descoloridas
como de uma cobiça...

Uma mulher cruzada por rios
sentindo dores e calafrios

a cada voo... feito de passos
de mulher feita de pássaro...

que sente medo da sua altura
até fremir em sua loucura

contra o céu de aço...
solidão de pássaro...