segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ventos passados


Não esperes mais tanto, Thereza
Não esperes voltar
Não esperes ser minha
Também não queiras chorar
Queiras ser só livre
Livre como o pássaro a voar
Que ventos passados
não acariciam mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário