terça-feira, 11 de maio de 2010

Clarisse


Lembras quando te disse, Clarisse,
que eras mais bela que todas as outras?
Lembras do olhar que me destes
ao afagar-te os cabelos
olhar-te nos olhos e cortejar-te?
Lembras, Clarisse, tu lembras?

Lembras que te disse que eras eterna
da vozinha materna sempre a me ninar?
Se te lembras, Clarisse, se te lembras bem,
repitamos tudo de novo esta noite
Repitamos mais ardente
enquanto a manhã não vem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário