quinta-feira, 6 de maio de 2010

Era uma vez uma casa

Era uma vez uma casa
em ruínas, mas era uma casa!
Ninguém mais morava nela
mas ainda assim ela existia
como a lembrança esquecida
das famílias que nela habitaram;
com a sensação de lar doce lar
que repousava em suas paredes
e com o brilho decadente
dos cômodos caindo aos pedaços

Era uma vez uma casa
que existia na planície brasileira,
havia também uma mulher outrora
talvez um filho e filha, quiçá
Havia sem dúvida um homem
-Se eram felizes ou não, não convém ao caso-
que fazia seus afazeres at´não poder mais
Depois disso os seus o acompanharam
Até todos irem embora
E a casa ficar... e depois?

Pra onde irá a casa?

Nenhum comentário:

Postar um comentário