quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Passar ferro

As engomadeiras - Degas


Parece-se a escrever
o ato de passar ferro
que aquela dona de casa
executa com esmero.

No varal ela recolhe
os panos limpos e secos
e por cima do seus ombros
vai levá-los para dentro.

Separa as roupas por ordem:
camisas, calças e meias.
Saias, leçois, bermudas
as fronhas do travesseiro.

Sem tardar ela inicia
a costumeira tarefa
de retirar os amações
dos panos que sobre a mesa.

Uma a uma as roupas ficam
em sua textura correta.
E a dona de casa sorri
dando-se por satisfeita.

Igual labor é a poesia
pra quem quer ser um poeta.
As ideias que nós temos
as levamos para a mesa,

corrigindo os desníveis
que talvez por lá estejam.
Dando um retoque cá ou lá
em cada parte do verso.

Não um trabalho de ourives,
nem tampouco de arquiteto,
mas o de dona de casa:
com suor, mas com afeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário