quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Canção do amor derramado

O meu amor escreveu
por ti os melhores versos,
ainda aqueles que
estavam silenciosos
no meu sorriso.
O meu amor traçou
por ti retas e arestas
que se ergueram solenes
em nosso edifício.

Não que eu buscasse
cores que de presente
eu te ofertasse assim
sem medida.
Não que eu quisesse suave
as notas da melodia.
Nem que buscasse
em meu coração de jovem
a jóia rara da poesia.

Meu amor se derramou!

Desalmado amor meu
que se abriga em teus olhos
cor de néctar!
Ai, o sonhar sem dar de conta
com tardes pousadas
no colo teu...
(Encanto)

Eu poderia trilhar as notas
dessa paixão e me sentir bem.
Como uma música...
que seja música....
que seja nossa!

O meu amor escreveu
por ti os melhores versos,
ainda aqueles que
estavam silenciosos
no meu sorriso.
O meu amor traçou
por ti retas e arestas
que se ergueram solenes
em nosso edifício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário