segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Confusão no coração


O amor rebelou-se,

disse estar muito insatisfeito

com as condições de trabalho.

Mandou uma nota dizendo

alegando estar a ser mal tratado,


O amor disse NÃO:

às mentiras, ciúmes e traição,

quer atuar num lugar limpo,

num lugar seguro,

livre da intolerância

e da insegurança...


O sindicato dos sentimentos

respondeu dizendo estar de acordo,

mas que fazer greve seria fatal.

Muitas pessoas pirariam

outras perderiam empregos

e muitas se matariam...

O problema era que A RAZÃO

se tornou mais oportunista,

sufocando a livre iniciativa

dos sentimentos,

usando de marketing e especulações

que se baseiam no já...

lucro inicial, imediato.


Ao mesmo tempo

o CORAÇÃO alegou

estar cansado de tanto disse me disse,

e que tanto discurso só vai fazer

mais bagunça...

“é preciso chegar a um consenso”

disse a Razão,

mas o amor não dá trégua:

“Você só pensa em negócio, rapaz!”


E assim nessa briga

a gente vai levando...

Na vida é assim

Entre o Amor e a Razão

quem se dana é o coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário