quinta-feira, 23 de maio de 2013

Solidão - Série sentimentos


Talvez erro de fábrica,
por aí nem tem sentido.
O mundo vai e se acaba,
e não há tempo perdido.

Solidão vem, vida passa.
Que falta faz o carinho?
Nem um pouco se olharmos
a sombra que se aproxima.

Porém ela existe e doi,
quando se torna demasia.
Fugir pra onde se dentro
é que está sua ferida?

A vida passa, se esvai
o vento murcha as rosinhas.
E é assim que vamos, vamos.
Ruim demais ser tão sozinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário