quarta-feira, 22 de maio de 2013

Joana Franco

Sou Joana vestida de flores.
Cingida de odores e versos.
Feroz nos amores e excessos
Sou Joana Franco, senhores.

Dos homens o sonho pulsante.
Dos homens a dor que não cala,
corações aflitos, sem fala
os olhos me seguem gritantes.

Sou eu, Joana atrevida
Joana dos outros, da vida.
marcante e sem dono

Joana que bem do teu lado
retira de ti todo o fardo
te dando de novo ao abandono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário