quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Balbuciando palavras

Santa Maria das rochas,
nudez muda, telepática,
mais te pareces Madalena
chorando aos pés de um
Cristo morto.

Santa Maria de boa ventura,
que das gozo àqueles que
consternados te procuram
mais te pareces Sant’Ana
balbuciando palavras.

Santa Maria dos inválidos,
que tanto socorro não existe
em tanto. Que sem limites
te pareces ao Jó doente
a gritar.

Mas não te ofendas, minha Santa,
que prosternada ao chão
choro as lágrimas de sangue
que mais me pareço
a alguém doente d’amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário