quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Assim nasceu o samba


Não estavam adormecidos
os versos que nesta ciranda
cantaram a doce melodia
que fez adormecer a infanta.

Não se calou um momento
o som rouco rouco da guitarra
que pousada sob as palmeiras
fez companhia ao som da praia.

Também não se feriu o verso
que de tão triste nos dava pena
nem chorou chorou mãe Teresa
ainda que fosse tão doente.

O som era o som dos cantares
que ouvem longe longe na terra
que tinham seu gosto meio acre
um misto de suor e de canseira

que os cansados cantavam roucos
ainda assim pedindo balanço,
se não sabeis, meus caros senhores,
foi assim que nasceu o samba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário