segunda-feira, 7 de junho de 2010

Vou atrás de ti...


Esta noite fez frio
doeu por dentro a ferida
esta noite triste
de tua partida
me lembro clara.

Foi o fim d'um sonho
d'uma realidade falsa
Foi o fim dos versos
que faziamos juntos...
Foi a tristeza de perder-te!

Que fiz eu para
que me deixásses assim?
Foi só ilusão esse amor?
Foi um passatempo
uma brincadeira?

Ah, possas tu dizer-me
dos abraços que te dei
das carícias que trocamos
os sonhos construidos
e a vida que agora destrois...

Mas onde quer que fores, querido.
Eu hei de ser uma chama acesa
que há de te incomodar
até que voltes pra mim
de verdade...

Pois onde fores, te digo
minha memória não
te deixará sozinho
Nem meus sonhos...
Vou atras de ti!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário